Logo Sustentare Seguros

Seguro residencial: ótima cobertura e preço menor do que você imagina


Chegar em casa sempre dá uma sensação de segurança. Porém, às vezes, a volta para o lar não é tão tranquila: um roubo, incêndio ou curto-circuito pode colocar o imóvel, ou parte dele, em risco. Para evitar transtornos desse tipo, as seguradoras oferecem um leque de opções das mais diversificadas possíveis para proteger e restaurar uma residência.

A variedade de coberturas que podem fazer parte do seguro residencial é grande. Pode ser contra incêndio, raio e explosão, que são os básicos. Entre as demais possibilidades estão proteção contra roubo, danos elétricos e até mesmo impacto de veículos, válida para carros ou aviões que, por ventura, se choquem contra o imóvel.

Tipos de coberturas

Entre as coberturas mais procuradas está a de roubo. Na hora de incluir esse tipo de cobertura no seguro residencial, é preciso lembrar que itens portáteis estão mais propensos a serem levados.

Em relação a coberturas como danos elétricos, incêndio, alagamento e vendaval, a dica na hora de fazer a apólice é fazer o levantamento apenas do valor da área construída. Um erro comum é fazer o valor do seguro combinando casa e terreno, no entanto um incêndio total só vai custar o valor da reconstrução da casa, o terreno não vai ser afetado.

Além da cobertura básica e de roubo, há outras coberturas, chamadas de acessórias. São elas: cobertura sobre danos provocados por vendaval, granizo, desmoronamento, vidros e espelhos quebrados, responsabilidade civil e familiar (um empregado que se machuca dentro da residência tem direito a receber tratamento médico gratuito pago pelo seguro), aluguel (caso seja necessário deixar sua casa, o seguro paga o aluguel de outra residência por até seis meses), entre outras.

Fique atento

Outros serviços muito comuns disponibilizados aos contratantes de seguro residencial são os de chaveiro, eletricista, encanador e até limpeza de caixa d’água.

Algumas seguradoras estipulam um limite de valor ou um número de visitas ao longo da vigência da apólice, que costuma ser de um ano. Mesmo assim, muitas pessoas não sabem que o seguro cobre essas pequenas despesas e acabam contratando prestadores de serviço por conta própria.

O investimento vale a pena? 
Apesar de uma cobertura ampla, o seguro residencial não é tão caro como parece. É possível fazer um seguro contra incêndio e mais quatro coberturas acessórias com pagamento parcelado. A variação do preço está na quantidade de coberturas que você escolher, no valor da casa e no risco potencial. Por isso é sempre bom consultar um corretor de confiança que irá indicar o seguro que lhe ofereça a melhor relação custo x benefício.

Fonte: IG Casa