IPVA 2020


Governo do RS recua e desiste de medidas anunciadas no IPVA
Governo do RS recua e desiste de medidas anunciadas no IPVA

Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), confirmou na manhã desta terça-feira que desistiu das medidas anunciadas para o IPVA de 2020. Leite também assegurou que o imposto poderá ser pago em parcelas, como foi feito em anos anteriores. Leite admitiu que houve erro de avaliação política na tentativa de alteração das regras de pagamento do IPVA, mas negou que tenha faltado sensibilidade ao Executivo no encaminhamento do tema.

“Não me falta sensibilidade, me sobra. O que me falta é dinheiro”, respondeu Leite, após ser questionado sobre se o Executivo levou em conta o contexto atual antes de tentar adotar as medidas. Entre a segunda-feira pela manhã, quando a Secretaria da Fazenda informou as mudanças, e a manhã desta terça-feira, quando foi anunciado o recuo total do que havia sido proposto, parlamentares da base e da oposição, de forma quase uníssona, se manifestaram contrariamente às alterações que o governo pretendia fazer no IPVA, utilizando quatro principais argumentos: O de que a proibição do parcelamento e o adiantamento do calendário de pagamentos foram anunciados mesmo que o Executivo continue parcelando os salários do funcionalismo; de que informou as mudanças no IPVA no mesmo dia em que anunciou que devedores de ICMS podem refinanciar suas dívidas, com descontos em juros e abatimento de multas que chegarão a 90%; de que não considerou a necessidade de a população precisar se planejar para o pagamento de suas contas; e de que o Parlamento terá propostas muito impopulares para avaliar nos próximos meses, uma referência direta ao pacote das reformas administrativa e previdenciária que o governo elabora e enviará ao Legislativo em novembro.

Fonte: Correio do Povo

Saiba mais: https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/pol%C3%ADtica/leite-confirma-recuo-e-ipva-poder%C3%A1-ser-parcelado-em-2020-1.377945